Dicas de Segurança

Conheça os principais riscos e como prevenir acidentes nos trabalhos em altura

  • 08/12/2017
  • 0 COMENTÁRIOS

O trabalho em altura é uma das modalidades laborais que merece atenção dobrada. De acordo com recentes pesquisas, o trabalho em altura é uma atividade que atualmente é responsável pela maioria dos acidentes de trabalho nas empresas. Por isso, é preciso ficar atento à NR-35, a norma é responsável por estabelecer os requisitos mínimos e as medidas de proteção para o trabalho em altura. Nela estão estabelecidos os requisitos mínimos e as medidas de proteção para o trabalho em altura, envolvendo o planejamento, a organização e a execução, de forma a garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores envolvidos direta ou indiretamente com esta atividade.

Para colaborar com nossos leitores, trazemos informações sobre os riscos e as medidas de prevenção para esse tipo de ocorrência. Assim, para evitar acidentes nesta atividade, você NÃO deve:

  • Sobrecarregar escadas – a pessoa ou qualquer coisa que utilizar a escada não deve exceder a carga máxima indicada na escada;
  • Ultrapassar a área da escada e dos degraus – Mantenha sua fivela do cinto (umbigo) dentro da área dos degraus e os dois pés no mesmo degrau durante toda a tarefa;
  • Usar escadas e degraus se a natureza do trabalho é considerada pesada ou se a tarefa tomará mais de 30 minutos ou mais para ser completada;
  • Usar escadas se o trabalhador não conseguir manter os pontos de contato (mãos e pés) nela. Responsabilizar uma pessoa para o trabalho em altura que não possui experiência ou conhecimento suficiente para realização da tarefa.

Agora que você já sabe o que NÃO fazer, confira aquilo que DEVE SER FEITO nos trabalhos em altura:

  • Certifique-se que os equipamentos para acesso à superfície em uso é estável e forte o suficiente para suportar o peso do trabalhador e de qualquer equipamento;
  • Realize o trabalho quando possível a partir do solo ou parcialmente a partir do solo, por exemplo montar estruturas no chão e levantá-las na posição de meios de elevação;
  • Tomar precauções quando se trabalha em/ou perto de superfícies frágeis para evitar uma queda ou para minimizar a distância e consequências em caso de uma queda;
  • Garantir que os trabalhadores possam chegar com segurança de e para onde eles queiram trabalhar em altura e também considerar os procedimentos de evacuação de emergência e salvamento;
  • Certificar-se de que todos os envolvidos são competentes para fazer o trabalho em altura, através do curso da NR-35 para trabalhos em altura.
  • Escolher o equipamento (EPI/EPC) mais adequado para o tipo de trabalho que está sendo feito;
  • Fornecer proteção contra a queda de objetos;
  • Garantir que o equipamento certo usado para trabalho em altura está bem conservado e inspecionados regularmente. O treinamento de trabalhos em altura (NR-35).

As dicas são dos especialistas INBEP (Rede de consultores), que em publicação recente reforçaram a importância da realização de um treinamento periódico como a melhor forma de garantir a segurança de todos os envolvidos no trabalho em altura.

(Fonte de pesquisa: http://blog.inbep.com.br/trabalhos-em-altura-riscos-e-prevencao/
http://blog.inbep.com.br/13-dicas-para-garantir-seguranca-nos-trabalhos-em-altura/)